Onça capturada em Ipatinga é recebida na Usipa e está saudável

A onça capturada no fim da tarde desta quinta-feira (09) na área urbana, em Ipatinga, foi trazida para o Centro de Biodiversidade da Usipa (Cebus) e aparenta bom estado de saúde. De acordo com o responsável técnico pelo Cebus, o médico-veterinário Lélio Costa e Silva, o animal é uma onça parda, também conhecida como suçuarana, e tem, aproximadamente, um ano de idade.

“É um jovem adulto, sem ferimentos, aparentemente bem de saúde e sem sinais de domesticação”, destaca o veterinário. Ainda segundo o veterinário, o animal está magro, um indício de que é um animal silvestre, que anda muito em busca de alimentos.

“Nesta época do ano, de muito calor e chuvas, as presas deste tipo de animal se escondem, fazendo com eles tenham que buscá-las em locais mais distantes. Com as constantes queimadas e desmatamentos, a onça chegou até a área urbana em busca de alimento”, enfatiza Lélio.

Destino da onça

Onças jovens, normalmente, não têm genitálias aparentes. Por isso, não foi possível identificar se o animal capturado é macho ou fêmea. Para verificar isso, seria necessário sedá-lo. “Neste momento, nosso trabalho é desestressar o animal depois de tudo o que ele passou para, em breve, devolvê-lo à natureza. Sedá-lo para verificar o sexo do animal causaria ainda mais estresse”, relata Lélio.

De acordo com o médico-veterinário, o Instituto Estadual de Florestas (IEF) já prepara o local para soltura do animal. Assim que for definido, o local não será revelado à população para preservar a vida do animal.

O papel das onças na natureza

Onças são predadores naturais do topo da cadeia alimentar e, sem elas, nenhuma floresta sobreviveria. Segundo Lélio, o risco do aparecimento delas em áreas urbanas é maior para o próprio animal do que para o ser humano.

“Elas são essenciais para manutenção do equilíbrio deste tipo de ambiente. Animais de pequeno porte e herbívoros se reproduzem em números muito maiores do que as onças. Se houver superpopulação de herbívoros em florestas, a vegetação pode se tornar escassa e desaparecer. Sem vegetação, a água seca e até mesmo os herbívoros morrerão. Sem florestas e sem água, é impossível ter vida. As onças controlam essa superpopulação e equilibram o meio ambiente”, reforça.

 

Ex-atletas da Usipa estão disputando a Copa São Paulo de Futebol

Ipatinga – Quatro ex-atletas do Futebol da Usipa estão disputando a Copa São Paulo de Futebol Júnior (Copinha). A disputa é a principal competição da categoria de base (Sub-20) no Brasil e reúne 127 times masculinos de todo o país.

O campeonato é dividido em 32 grupos de quatro times (o Grupo 25 ficou com três equipes após a desistência do Flamengo), onde só os dois primeiros avançam. Após a fase de grupos, as equipes ainda passam por dois mata-matas até chegarem às oitavas de final. A decisão do campeonato está marcada para 25 de janeiro, no Pacaembu. A data marca o 466º aniversário da cidade de São Paulo.

Os quatro ex-atletas da Usipa, atualmente, compõem equipes de grandes times brasileiros. Porém, foi nas categorias de base do clube tricolor, em Ipatinga, que eles treinaram durante alguns anos e conquistaram a bagagem para seguir a carreira no futebol.

“Ver nossos ex-atletas disputando a Copinha é muito gratificante, é sinal que de alguma forma auxiliamos no processo de formação humana e esportiva desses atletas. Estamos na torcida para que possam fazer uma grande competição e seguir em busca dos objetivos”, comenta o coordenador de futebol da Usipa, Dalton Pinheiro.

Confira os nomes dos ex-atletas e quais clubes representam na Copa São Paulo de Futebol:

– Pedro Henrique Silva (Paulista de Jundiaí- SP);

– Guilherme Madruga (Desportivo Brasil – SP);

– Matheus Assis Borges (Inter de Limeira – SP);

– Pedro Gomes (River – PI).

Sub-12 e Sub-14 da Usipa são vice-campeões no Campeonato Ipatinguense de Futebol

Ipatinga – No último sábado (21), a equipe Usipa/DoBem/Usisaúde/Sankyu/Fadipa, categorias Sub-12 e Sub-14 da Usipa, foram vice-campeãs do Campeonato Ipatinguense de Futebol. Na final da competição, os times usipenses enfrentaram o Veneziano, no Campo do Canaã.

Em tempo regular, a categoria Sub-12 empatou com o adversário por 1×1, porém, nos pênaltis, a equipe tricolor foi superada com o placar de 4 a 3. Já o Sub-14 perdeu para o adversário por 1 a 0. Desta forma, as equipes conquistaram o troféu de prata na competição.

As equipes usipenses fizeram excelentes campanhas ao longo da competição. Em números, o Sub-12 teve 7 vitórias, 5 empates e 1 derrota, além de 40 gols marcados, 7 gols sofridos, totalizando um saldo de 33 gols. Já o Sub-14 obteve 9 vitórias, 1 empate e 3 derrotas. Ao todo, a equipe marcou 56 gols e sofreu 7, somando um saldo de 49 gols.

Além do segundo lugar na competição, o Sub-12 da Usipa conquistou o Troféu Disciplina, como equipe mais disciplinada da categoria e, também, o de Melhor Defesa, junto à equipe do Veneziano. Já o Sub-10, que foi eliminado nos pênaltis nas quartas de final ficou em 5º colocado, porém recebeu o Troféu Disciplina e o de Melhor Defesa.

“Infelizmente, o último objetivo na competição não foi alcançado. Mesmo tendo realizado grandes jogos e feito uma grande final, não conseguimos o título. Acima de tudo, precisamos parabenizar todos os atletas e comissão técnica que fizeram uma grande competição, demonstrando muita evolução ao longo de todo o ano. Encerramos a participação de cabeça erguida e a certeza que todos fizeram o melhor”, conta o coordenador de Futebol da Usipa, Dalton Pinheiro.

Projeto Celeiro de Talentos

Os atletas da equipe Usipa/Do Bem/Usisaúde/Sankyu/Fadipa fazem parte do projeto Usipa Celeiro de Talentos, aprovado na Lei Estadual de Incentivo ao Esporte do Programa Minas Esportiva de Incentivo ao Esporte e é realizado por meio da Renúncia Fiscal do ICMS corrente da empresa Ambev.

Usipa enfrenta Veneziano na final do Campeonato Ipatinguense

Ipatinga – Os atletas da equipe Usipa/DoBem/Usisaúde/Sankyu/Fadipa, categorias Sub-12 e Sub-14, chegaram às finais do Campeonato Ipatinguense, após várias rodadas classificatórias. Neste sábado (21), a Usipa irá enfrentar o Veneziano, para decidir o campeão da competição. Os jogos irão ocorrer no campo do Canaã, a partir das 9h.

Os usipenses enfrentaram o Beira Rio nas semifinais, jogos que garantiram a vaga na final do Campeonato Ipatinguense. Nos jogos de ida e volta, o Sub-12 empatou no primeiro jogo e ganhou no segundo. Já o Sub-14, ganhou no primeiro e empatou no segundo.

Agora, os atletas, seguem em treinamento, com foco total, nas finais da competição. “Esta será a última rodada do Campeonato Ipatinguense e, também, o último jogo da temporada dos nossos atletas, visto que eles irão entrar de férias. Eles estão bem preparados e temos a expectativa de realizar grandes jogos”, declara o coordenador de Futebol da Usipa, Dalton Pinheiro.

Projeto Celeiro de Talentos

Os atletas da equipe Usipa/Do Bem/Usisaúde/Sankyu/Fadipa fazem parte do projeto Usipa Celeiro de Talentos, aprovado na Lei Estadual de Incentivo ao Esporte do Programa Minas Esportiva de Incentivo ao Esporte e é realizado por meio da Renúncia Fiscal do ICMS corrente da empresa Ambev.

Judocas da Usipa são graduados no 6º Módulo de Padronização à faixa preta

Ipatinga – Quatro judocas do departamento de Judô da Usipa participaram e foram promovidos a faixa preta, e graus superiores, no 6º Módulo de Padronização à faixa preta – Avaliação teórica e revisão geral. As etapas ocorreram nos dias 30 de novembro e 14 de dezembro no Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte (MG).

Os judocas realizaram as provas teóricas e práticas, e foram vitoriosos. O atleta Antônio Azevedo conquistou o 3º grau da faixa preta (Sandan). Já o auxiliar técnico usipense, Geisson Leno de Oliveira, garantiu o 2º grau (Nidan) e os judocas Luciano Viana e Wendel Pereira conquistaram o 1º grau da faixa preta (Shodan).

“Neste exame os nossos judocas apresentaram conhecimentos didáticos e pedagógicos concernentes ao ensino de Nage no Kata, Katame no Kata Gokyu extra Gokyu, sequência e contragolpes, bem como fundamentos do Judô”. declara o coordenador de Judô da Usipa, Hevilmar Rocha.

 

Dupla usipense disputa Campeonato Mineiro de Vôlei de Praia

Ipatinga – As usipenses Tamires Freire e Eloise Camile, do departamento de Voleibol da Usipa, irão participar do Campeonato Mineiro de Vôlei de Praia, categoria Sub-17. A competição irá ocorrer em Caratinga (MG), neste final de semana, nos dias 20, 21 e 22 de dezembro.

Eloise tem 14 anos, Tamires tem 15 e ambas jogam na equipe Usiminas/Consul/Usipa. As atletas são destaque do time, dentro da quadra, e contam que decidiram participar do Campeonato Mineiro de Vôlei de Praia para adquirir experiência e bagagem em outra modalidade do voleibol.

“Sempre jogamos dentro da quadra, mas, dessa vez, decidimos sair da zona de conforto. A nossa intenção é experimentar a areia e conquistar experiência, pois atletas de todo o Estado de Minas Gerais irão participar. Muito além de conquistar medalhas, estamos indo com a finalidade de vivenciar o esporte cada vez mais”, conta Tamires.

No vôlei de quadra, Eloise joga na posição Central e a Tamires é Levantadora do time tricolor. Segundo o coordenador de voleibol da Usipa, Deivid Alves, as atletas são muito dedicadas ao esporte. “Nós apoiamos a decisão das duas, pois vemos que elas têm o propósito de crescimento no voleibol. Acredito que elas irão se dar bem na competição e irão voltar cheias de histórias para contar”, declara Deivid.

Projeto Celeiro de Talentos

As atletas Tamires Freire e Eloise Camile fazem parte da equipe Usiminas/Consul/Usipa fazem parte do Projeto Ecomov Voleibol Ano IV, aprovado na Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, realizado por meio da Renúncia Fiscal do ICMS corrente da empresa Usiminas, contando com o apoio do Instituto Usiminas.

Cebus recebe 18 aves vítimas de tráfico de animais silvestres

Ipatinga – O Centro de Biodiversidade da Usipa recebeu, na tarde da última quarta-feira (18), 18 aves silvestres apreendidas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). A apreensão foi feita durante abordagem de rotina, no posto da PRF, no dia 17 de dezembro (terça-feira), no Km 354 da BR 381, em João Monlevade.

Ao abordar um Fiat Siena da cor vermelha para inspeção de rotina, conduzido por uma mulher e com um homem no carona, oficiais ouviram som de aves vindo do porta-malas. Ao abrir o compartimento, os oficiais encontraram 21 aves, sendo 6 filhotes de araras canindé, 10 araras canindé jovens e 2 papagaios verdadeiros. Os filhotes estavam numa caixa de papelão e os adultos, soltos no porta-malas. Imediatamente após a apreensão, duas jovens araras morreram e outra faleceu durante o trajeto até o Cebus.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, o casal confessou que retirou pessoalmente os filhotes do ninho para vendê-los no município de Caratinga. Eles foram autuados por tráfico de animais silvestres e maus-tratos.

Estado de saúde das aves

De acordo com a bióloga do Cebus, Cláudia Diniz, os animais chegaram desidratados e debilitados. “Agora, as aves encontram-se em recuperação. Parte das jovens-adultas come sozinha e já inicia o processo de voo. Os demais, ainda não aprenderam a se alimentar sozinhos e devem ficar mais tempo no Cebus, detalha Cláudia.

Assim que estiverem emplumados, voando e se alimentando sozinhos, os animais serão disponibilizados para o órgão ambiental competente para a destinação mais adequada.

Natação da Usipa é campeã do Circuito Vale do Aço Master de Natação

No último sábado (07), a equipe de Natação Sicoob Vale do Aço/Usipa, categoria Master, sagrou-se campeã do Circuito Vale do Aço de Natação. O evento é composto por quatro fases e a Usipa adquiriu a vitória com a somatória de pontos das etapas da competição.

Dos 80 atletas que participaram do Circuito, 23 eram representantes da Usipa. Ao todo, os nadadores do clube tricolor conquistaram 45 medalhas, sendo 18 de ouro, 13 de prata e 14 de bronze. O balanço supera a expectativa e, também, o resultado na 3ª fase, visto que nela os atletas garantiram 38 medalhas.

“Alguns nadadores competem em mais de uma prova. Por isso, é possível o número de medalhas ser superior à quantidade de atletas. Conseguimos motivar os atletas a continuarem participando das competições. Desta forma, o grande número de medalhas e nadadores no pódio, pela primeira vez, motiva outros atletas a participarem futuramente. Estamos muito felizes com o título de campeões gerais do Circuito Master”, conta o técnico da equipe Master da Usipa, Edilar Soares.

A 4ª e última fase do Circuito Vale do Aço Master de Natação, ocorreu no Industrial Esporte Clube, envolvendo nadadores de 20 a 80 anos.

Natação da Usipa conquista 5º lugar geral no Campeonato Mineiro

No último fim de semana (6 e 7), a equipe Usiminas/Univale/Consul/Sicoob/Ecomov/Usipa participou do XIII Troféu Fernanda Ferraz Santos – Campeonato Mineiro Petiz e Infantil de Verão. Na competição, a equipe conquistou o 5º lugar geral, com a somatória de 681 pontos.

A Usipa foi representada por 30 atletas que deram o melhor dentro da piscina e melhoraram o tempo individual, em sua respectiva prova. A nadadora destaque do clube tricolor, foi a Maria Vitória Santos que conquistou três medalhas nas provas de 50m, 100m e 200m livre.

“Nossos atletas mostraram uma grande evolução técnica e competitiva desde o início do Projeto Ecomov Natação Ano III. Para o ano que vem, já começaremos com uma equipe mais madura, competitiva e treinada para buscar melhores resultados”, comenta o técnico usipense, Alexandre Watanabe.

Projeto Ecomov Natação

Os nadadores da equipe Usiminas/Consul/Univale/Sicoob/Ecomov/Usipa fazem parte do Projeto Ecomov Natação Ano III, aprovado na Lei Estadual de Incentivo ao Esporte do Programa Minas Esportiva de Incentivo ao Esporte, realizado por meio da Renúncia Fiscal do ICMS corrente das empresas Consul, Univale Transportes, Usiminas, com apoio do Instituto Usiminas.

Cebus lança Programa Pai dos Bichos

O Centro de Biodiversidade da Usipa (Cebus) lançou, oficialmente, na tarde desta quarta-feira (11), o Programa Pai dos Bichos. O projeto é uma iniciativa de patrocínio, com oferta de benefícios, em forma de ferramentas de educação ambiental e publicidade para o patrocinador.

Por meio de uma Instrução Normativa do IBAMA, o Cebus é classificado como empreendimento de pessoa jurídica, constituído de coleção de animais silvestres mantidos vivos em cativeiro, ou em semiliberdade, e expostos a visitação pública, para atender a finalidades científicas, conservacionistas, educativas e socioculturais. O Programa Pai dos Bichos é destinado à manutenção dos animais que, por razões diversas, não podem ser devolvidos à natureza e precisam ser mantidos em cativeiro.

“A iniciativa é uma forma de levar às empresas a oportunidade de se tornarem protagonista das ações de manutenção da fauna que as rodeia. Além disso, a publicidade atrelada aos cuidados com animais silvestres e educação ambiental, é extremamente forte”, destacou o responsável técnico pelo Cebus, o médico-veterinário Lélio Costa e Silva.

Como o programa funciona

As empresas interessadas em participar do Programa Pai dos Bichos devem entrar em contato com o Cebus para fazer a escolha do animal silvestre ou do recinto do zoológico a ser adotado. De acordo com uma tabela da instituição, a empresa destina um valor mensal para manutenção deste animal.

Em contrapartida, a empresa recebe um certificado de adoção do animal do Cebus,  informações trimestrais sobre o animal por meio de boletim eletrônico, tem o logotipo impresso na placa de identificação do animal afixada no recinto e ainda pode trazer grupos de colaboradores, periodicamente, para conhecer o animal adotado e visitar as instalações e atividades do zoológico.

“Nossa expectativa, para além da contribuição financeira, é sensibilizar as empresas e seus respectivos colaboradores, sobre a importância da fauna silvestre para o meio ambiente, sobre os cuidados a serem adotados quando encontrarem um animal silvestre e o despertar sobre a responsabilidade de preservação ambiental ser uma tarefa de todos”, destacou Lélio.

Comunidade também pode participar

A comunidade também poderá contribuir com o Programa Pai dos Bichos, porém de forma diferente. A partir de parcerias com clínicas veterinárias, pet shops e casas de ração, os cidadãos poderão doar qualquer quantidade em dinheiro por meio de caixas coletoras, devidamente identificadas.

O médico-veterinário Rômulo Edgard, parceiro do Cebus em exames e procedimentos mais complexos, foi o primeiro parceiro a aderir ao Pai dos Bichos. Presente ao evento de lançamento, Rômulo recebeu a caixa coletora, panfletos explicativos e se pronunciou sobre a parceria. “Há muitos anos, acompanho a luta do Cebus em benefício dos animais silvestres. Junto com minha equipe, auxilio da melhor forma possível e não poderia deixar de abraçar mais esta importante contribuição”, declarou o profissional.

Interessados em participar do Programa Pai dos Bichos devem entrar em contato com o Cebus pelo telefone (31) 3801-4383 ou pelo email cebus@usipa.com.br