USIPA - Centro de Biodiversidade da Usipa realiza soltura de seis gaviões

HOME     INSTITUCIONAL     ESPORTES     LAZER E SOCIAL      MEIO AMBIENTE      CANAIS     FOTOS    CONTATO

  :: NOTÍCIAS USIPA + Ver mais notícias
 


 
 

Centro de Biodiversidade da Usipa realiza soltura de seis gaviões
 

 

Ipatinga – Seis gaviões-quiriquiri (Falco sparverius) foram devolvidos à natureza, na última quarta-feira (08), após cerca de 20 dias em reabilitação. A soltura das aves ocorreu no município de Ipatinga em uma Unidade de Conservação.

Os seis animais foram encontrados ao solo, em locais diferentes, pela população e foram trazidos ao zoológico da Usipa pela Polícia Militar de Meio Ambiente, entre os dias 16 e 25 de outubro. Segundo a bióloga do Cebus, Claudia Diniz, “é possível que os animais tenham ficado atordoados devido à fumaça dos variados incêndios que ocorreram na região e ficaram fracos por não conseguir encontrar comida na mata, sendo assim encontrados no chão pelos moradores”.  

No período de permanência no zoo, as aves passaram por cuidados necessários para a recuperação adequada. Passado o período em recinto apropriado, recebendo cuidados veterinários e biológicos, todas se mostraram aptas à soltura.

O acolhimento realizado pelo CEBUS

O acolhimento de animais silvestres em risco de morte é realizado pelo CEBUS por meio do projeto Reabilitação da Fauna Sem Lar. Desde janeiro de 2017, através do convênio com a Associação Regional de Proteção Ambiental do Vale do Aço-Arpava e com o IEF, a instituição passou a receber, tratar, reabilitar e encaminhar esses animais para a soltura, sempre orientada e acompanhada pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF). Este trabalho acontece sempre com o apoio da Polícia Militar de Meio Ambiente.

O Quiriquiri é o menor dos falcões e uma das menores aves de rapina do Brasil, ocorrendo em todo o território, exceto em áreas de floresta. Como a maioria das aves de rapina, o quiriquiri captura cobras, lagartos, roedores, morcegos, pardais e filhotes de pombos, ajudando a controlar a população de alguns animais que, na ausência de predadores, podem se tornar pragas indesejáveis em áreas rurais e urbanas.