USIPA - Dia Internacional da Mulher: guerreira por natureza

HOME     INSTITUCIONAL     ESPORTES     LAZER E SOCIAL      MEIO AMBIENTE      CANAIS     FOTOS    CONTATO

  :: NOTÍCIAS USIPA + Ver mais notícias
 


 
 

Dia Internacional da Mulher: guerreira por natureza
 

 

8 de março é um dia muito especial, marcado por histórias e revoluções. O Dia Internacional da Mulher que teve origem com as manifestações das mulheres russas, por melhores condições de vida e de trabalho, durante a Primeira Guerra Mundial (1917). Porém, somente em 1975 a data foi oficializada.

Ainda há muito o que se conquistar em direitos e condições para as mulheres. Mas a revolução iniciada em 1917 colhe bons frutos mundo afora. Um exemplo do resultado positivo está na Associação Esportiva e Recreativa Usipa.

Uma das nossas colaboradoras estava predestinada a pertencer à família Usipa. Erenilda Andrade Silva Oliveira, carinhosamente conhecida como “Beré”, tem 31 anos e trabalha no setor de Compras do clube. “O meu pai trabalhou durante muitos anos no Zoológico e o meu tio trabalha até hoje! Meu pai sempre contava histórias da Usipa e dos animais do Cebus quando chegava em casa”, menciona.

Quando criança, Beré já frequentava o clube durante as aulas de natação. Na adolescência, ela preferiu trocar as braçadas na água pelos saques e manchetes do vôlei, esporte pelo qual ela se apaixonou. “Não pratico mais o vôlei, mas assisto e admiro bastante. É bom vibrar com os pontos dessa modalidade tão emocionante”, revela Beré.

Profissão e vida pessoal

Na fase adulta, ela começou a seguir o caminho do pai assim que surgiu uma oportunidade de trabalhar durante três meses na lanchonete da Usipa, durante o Projeto Xerimbabo. Mas isso foi só o início. Competente e batalhadora, Beré logo foi contratada no local. E ali mesmo, entre um intervalo e outro, ela conheceu o atual marido, Fabrício Rocha de Oliveira, empregado do setor de Manutenção da Usipa.

Passado quase um ano, surgiu uma oportunidade de trabalho na Central de Atendimento da Usipa e Erenilda conquistou a vaga. Ao longo de 13 anos, Beré mudou de setor, mas nunca de empresa. “A Usipa é uma empresa familiar. Todas as fases da minha vida eu desenvolvi aqui. É bom ser acolhida e conquistar um espaço cada dia maior. Me orgulho muito de ser mulher e fazer o que eu faço”, conclui.

Por meio da Beré, homenageamos todas as mulheres que desempenham seus diversos papéis com excelência. Parabéns, mulheres, pela capacidade ímpar de serem muitas em uma só!